Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 26 Junho 2020 14:06
Recursos hídricos

Semarh entrega mais de 250 outorgas para o uso da água em 11 municípios alagoanos

Ação tem o intuito de regularizar o uso da água e concede aos agricultores familiares a possibilidade de obter linhas de créditos para fomentar suas produções

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Autorização, assinada pelo secretário João Paulo Tavares, foi entregue a agricultores de onze municípios alagoanos Autorização, assinada pelo secretário João Paulo Tavares, foi entregue a agricultores de onze municípios alagoanos Ascom Semarh
Texto de Marcio Chagas


O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), segue com as ações para expandir o acesso aos recursos hídricos em todo estado. Por isso, os técnicos da secretaria entregaram mais de 250 outorgas de autorização do uso da água à população, em onze municípios alagoanos.

A outorga dá o direito aos usuários de água - como os agricultores familiares - a usar o recurso vindo do Canal do Sertão ou de outros mananciais no Estado de forma correta, não correndo o risco de usá-la desordenadamente e, assim, causar salinização no solo, deixando-o infértil e prejudicando a produção de alimentos, por exemplo. Além da entrega das outorgas, posteriormente, os produtores rurais também serão capacitados sobre o manejo de água e solo e terão assistência técnica disponível.

A autorização, assinada pelo secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Paulo Tavares, foi entregue nos municípios de Campo Alegre, Junqueiro, Coruripe, Penedo, São Miguel dos Campos, São Sebastião, Limoeiro de Anadia, Água Branca, Inhapi, Delmiro Gouveia e Senador Rui Palmeira. “É importante seguir com a regulamentação dos usuários de água. E desta vez conseguimos regularizar também o funcionamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto [SAAE] de 19 localidades em Teotônio Vilela, que abastecem comunidades no município. São números expressivos que vão beneficiar muitas famílias na região”, destacou Tavares.

A regularização ainda dá o direito aos agricultores a terem acesso aos créditos rurais para a produção agrícola, podendo assim aumentar a produção e gerar mais empregos para a região.