Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 25 Maio 2020 17:05
ENFRENTAMENTO À COVID

Respiradores enviados pelo Ministério da Saúde começam a ser distribuídos hoje (25)

Trinta quipamentos serão destinados a unidades de saúde da capital e do interior do estado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
São 15 equipamentos convencionais, para UTIs, e 15 de transporte, destinados a ambulâncias e a áreas de estabilização São 15 equipamentos convencionais, para UTIs, e 15 de transporte, destinados a ambulâncias e a áreas de estabilização Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, apresentaram à imprensa, na tarde desta segunda-feira (25), os 30 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde a Alagoas. São 15 equipamentos convencionais, que serão utilizados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), e 15 de transporte, destinados a ambulâncias e a áreas de estabilização.

Renan Filho fez um agradecimento ao ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, pelo envio dos equipamentos, que contribuirão para a abertura de novos leitos destinados ao tratamento dos casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em Alagoas. Ele ressaltou, entretanto, que continuará requisitando o envio de mais respiradores ao estado, tendo em vista que o pedido inicial foi de 60 unidades.

“Eu queria aproveitar para fazer um agradecimento especial ao ministro Eduardo Pazuello, que me disse, na semana passada, que enviaria os respiradores esta semana, depois de um longo período em que aguardávamos a ajuda do Governo Federal e os respiradores chegaram, mesmo. É uma ajuda válida, mas a gente precisa que o Ministério da Saúde nos ajude mais. Nós solicitamos 60 respiradores convencionais”, disse Renan Filho.

O secretário da Saúde recordou que o Governo do Estado aguardava a chegada dos respiradores desde abril. “Esse foi um importante gesto do ministro Pazuello, que prontamente atendeu ao pedido do governador Renan Filho. Vamos continuar em busca dos demais, diante dessa sensibilidade do ministro. Esses respiradores de transporte serão úteis para o enfrentamento à Covid, mas, infelizmente, não poderão ser utilizados em UTIs. Teremos de dar outra utilização como em Unidades Semi-Intensivas e em ambulâncias”, explicou Ayres.

Os novos respiradores serão testados e distribuídos a partir da noite desta segunda-feira a unidades de saúde da capital e do interior do estado. “Vamos equilibrar a distribuição para atender às duas frentes”, pontuou Renan Filho. Ele lembrou que Alagoas possuía, antes da pandemia, 180 leitos de UTI equipados com respiradores. Com o esforço do Governo do Estado, foram criados 204 novos leitos de UTI.

“O secretário Alexandre Ayres está produzindo um trabalho para ver até onde podemos chegar, e ampliar para, quem sabe, mais 100 leitos de UTI e algo em torno de mais 300 leitos clínicos para termos, aproximadamente, entre 1400 e 1500 leitos (no total) no enfrentamento da pandemia. Isso é muito significativo, mas o fundamental é que as pessoas mantenham o isolamento social para não adoecer muita gente ao mesmo tempo”, ponderou Renan Filho. Na atualidade, Alagoas possui um total de 941 leitos, entre clínicos, de UTI intermediária e de UTI.

Alagoas adquiriu, por meio de compra coletiva realizada pelo Consórcio Nordeste, mais 50 respiradores para o enfrentamento da pandemia. Os equipamentos, fabricados na Europa, devem chegar em breve. “A gente fez essa compra através do Consórcio Nordeste, ao lado de outros oito Estados – somente o Rio Grande Norte não participou –, e estamos enfrentando a mesma dificuldade que o Governo Federal enfrentou para adquirir esses equipamentos. Estamos aguardando a chegada deles, mas não estamos parados; continuamos buscando outras possibilidades no mercado”, acrescentou o secretário da Saúde.