Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 27 Fevereiro 2020 09:02
MÊS DA MULHER

Em março, Ônibus Lilás atenderá mulheres indígenas, quilombolas e da periferia

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Mês será marcado pela disseminação dos direitos da mulher em todo o estado Mês será marcado pela disseminação dos direitos da mulher em todo o estado Ascom Semudh
Texto de Ana Cristina Sampaio

O que é feminicídio, os vários tipos de violência doméstica, a importância da igualdade de gênero e como acessar à RAVVS – Rede de Atenção a Vítimas de Violência Sexual em Alagoas são os temas da programação de palestras e rodas de conversas organizadas pela Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) para todo o mês de março, em alusão ao Mês da Mulher.

Este ano, a programação vai priorizar mulheres que residem em assentamentos rurais, grotas e periferias de Maceió, aldeias e quilombos, além de atender aos anseios de pescadoras e marisqueiras.

As ações começam na próxima segunda-feira (02), das 13h às 17h, na Grota das Piabas, no Jacintinho. Com a participação do Ônibus Lilás – unidade de atendimento móvel da Semudh que oferece atendimento psicológico, social e jurídico gratuito para mulheres vítimas de violência –, a equipe vai atender vítimas e conversar com a comunidade da grota sobre a prevenção à violência doméstica.

Na terça-feira (03), acontecerá a abertura oficial do Mês da Mulher na Associação de Moradores do Conjunto Paulo Bandeira, das 13h às 17h, no Benedito Bentes, que também contará com o Ônibus Lilás.

De acordo com a secretária Maria Silva, a gestão busca priorizar as mulheres que estejam em situação de vulnerabilidade, razão pela qual a programação do mês de março contempla os grupos que historicamente estão em desvantagem. “Se a condição da mulher, em relação à violência doméstica, não é fácil para aquelas que estudam, trabalham e moram bem, imagine nossas companheiras que vivem em assentamentos, grotas, quilombos e em lugares longínquos da nossa capital. Sabemos que o caminho é a conscientização e informação sobre os direitos e as possibilidades de se romper o ciclo de violência”, afirmou.

Servidoras

As servidoras da Semudh também estão contempladas com a programação da mulher. Na quarta-feira (04), haverá atividades comemorativas internas na Semudh. A superintendente de Políticas para a Mulher, Dilma Pinheiro, explica que a ONU Mulheres escolheu 2020 para falar sobre igualdade de gênero. “Em Alagoas, estamos seguindo essas diretrizes e acrescentamos esse tema à nossa programação porque entendemos que igualdade só se faz com respeito e paz”, disse.  

Interior

Nos dias 05, 06 e 07 a Caravana da Mulher vai a Coruripe, Rio Largo e Paripueira, atendendo a assentamentos, pescadoras e marisqueiras.

Na semana seguinte, os encontros serão em Campo Alegre, no dia 09; em Porto de Pedras, com a Associação de Pescadoras e Marisqueiras no dia 10; Palmeira dos Índios, no dia 11, na Mata da Cafurna, na Tribo Xucuru Cariri e na comunidade quilombola de Tabacaria; no dia 12, em Maceió, para as mulheres assistidas pelo CEAM (Centro Especializado de Atendimento à Mulher em Situação de Violência), na Jatiúca, serviço ligado à Semudh.

No dia 13 será a vez de Joaquim Gomes, no Assentamento Filhos da Terra. As mulheres da zona rural de Viçosa receberão a visita do ônibus Lilás no dia 17, das 8h às 12h. No mesmo dia, outra equipe estará em União dos Palmares, das 08h às 11h, no Centro de Reabilitação, e à tarde, no assentamento rural. No dia 19 a atividade é no Clima Bom, na parte alta de Maceió.

Presídio Santa Luzia

Relatos de mulheres em situação de cárcere mostram que muitas conhecem de perto a violência. Por esta razão, a Semudh programou para o dia 24, das 08h às 11h, atividades lúdicas dentro do Presídio Feminino Santa Luzia.

Encerrando a programação, no dia 31 haverá panfletagem e roda de conversa com estudantes da Ufal, das 18h às 20h.

Créditos das fotos: Arquivo Semudh