Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 16 Abril 2018 16:32
ARRANJOS PRODUTIVOS

Sedetur debate estratégias para fortalecer comercialização de produtos

Realização de rodadas de negócio devem aproximar os vendedores dos possíveis compradores

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Gestores dos APLs da Mandioca, Horticultura, Costa dos Corais e Apicultura durante reunião com representantes da Sedetur Gestores dos APLs da Mandioca, Horticultura, Costa dos Corais e Apicultura durante reunião com representantes da Sedetur Ascom Sedetur
Texto de Débora Vieira

As atividades econômicas desenvolvidas pelos Arranjos Produtivos Locais (APL), além das micro e pequenas empresas são de fundamental importância para o Estado. Atenta a isso, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) promoveu, nesta segunda-feira (16), uma reunião com os gestores dos APLs.

 

Na pauta, representantes da Superintendência de Desenvolvimento Regional e Setorial e da Superintendência de Indústria e Comércio debateram, em conjunto com os grupos produtivos, estratégias para o fortalecimento da comercialização e a abertura para novos mercados.

 

Entre as sugestões apresentadas está a promoção de uma série de rodadas de negócios, que têm como objetivo aproximar os vendedores dos possíveis compradores. A primeira reunião consistiu no levantamento de informações com o intuito de elaborar um diagnóstico da capacidade de comercialização de cada APL, o que ajudará a desenvolver o mercado.

 

Para a gestora da mandiocultura no Agreste, Rosete Alves, as ações de aproximação com os compradores é uma oportunidade para gerar mais lucros aos produtores.

 

 “A partir do momento que a gente descobre o volume da nossa produção, fica mais fácil atender as demandas dos mercados. E, é por meio das iniciativas de aproximação que acreditamos que agora vamos ter um retorno melhor, gerando menos perdas durante o  escoamento da produção”, conclui Rosete.

 

Na ocasião, também foi debatida a possível participação em feiras internacionais, por meio da exposição de produtos da terra, a exemplo da tapioca, pimenta rosa e a própolis vermelho.

 

Tais ações são promovidas por meio do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE) do Governo Federal, que em Alagoas é formado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), Sebrae, Senac, Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Correios.  

 

Participaram da reunião representantes dos arranjos produtivos locais da Apicultura, Mandioca, Costa dos Corais e Horticultura.