Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 15 Janeiro 2018 14:00
na capital e no interior

Rede estadual oferece três mil vagas para matrícula no ensino integral

Cadastro estará disponível a partir do dia 17 de janeiro

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
George Lucas Silva matriculou as filhas na Escola Edmilson de Vasconcelos Pontes, no bairro do Farol George Lucas Silva matriculou as filhas na Escola Edmilson de Vasconcelos Pontes, no bairro do Farol Foto: Valdir Rocha
Texto de Taís Albino e Ana Paula Lins

Quem não conseguiu fazer sua matrícula nas escolas da rede estadual para o ano letivo 2018 terá uma nova chance no período de 17 a 21 de janeiro, quando a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) vai abrir uma segunda chamada para matrículas de vagas remanescentes. As matrículas das vagas remanescentes poderão ser efetuadas por meio do site www.matriculaonline.al.gov.br 

 

Será a oportunidade para assegurar a vaga na rede estadual: para as escolas de ensino integral, por exemplo, serão oferecidas três mil vagas. Quem já garantiu sua vaga em uma das escolas de Ensino Integral do Estado, afirma que não poderia ter feito melhor escolha. É o caso de George Lucas Silva, 48 anos, que matriculou as filhas na Escola Edmilson de Vasconcelos Pontes, no bairro do Farol. Ele afirma ter feito esta opção pela localização e, principalmente, porque descobriu que uma delas poderia cursar o 6° ano em regime de ensino tempo integral.

 

Ele conta que sabia da qualidade dessa proposta porque um de seus filhos cursa o ensino médio integral na mesma instituição. George Lucas tem sete filhos e, por sua renda ser proveniente do seguro-desemprego, ter uma escola onde os filhos terão uma educação diferenciada e cinco refeições diárias é uma excelente oportunidade. “Eu acho ótimo ela passar mais tempo na escola do que na rua. Ela é bastante estudiosa e, passando tanto tempo aqui, é impossível não aprender”, aposta.

 Fátima Cavalcante, diretora da Escola Edmilson Pontes (Foto:Valdir Rocha)

A Escola Edmilson de Vasconcelos Pontes, que oferecia o ensino médio integral desde 2016, agora conta com a modalidade também para o ensino fundamental, a partir do 6º ano. A unidade de ensino passou por várias mudanças nos últimos anos: está com gramado novo, vestiários, refeitórios e, em breve, vai receber ginásio. A diretora-geral, Fátima Cavalcante, afirma que o novo ensino foi atrativo para este ano letivo.

 

“Eu fui para escolas que tinham o 5° ano e falei do ensino integral e seus benefícios. Os pais que estão vindo aqui têm certeza que querem essa modalidade de ensino para os filhos”, explicou a diretora-geral.

 

Boa notícia – Em outro ponto da cidade, no bairro do Vergel do Lago, a notícia do ensino integral também foi bem recebida pela comunidade. A região da orla lagunar, que, desde 2016, já contava com o ensino integral na Escola Estadual Rodriguez de Melo, na Ponta Grossa, agora tem a modalidade ofertada também na Escola Estadual Anaias de Lima Andrade, que contará com o regime integral tanto para o ensino médio como para o fundamental.

 Diretor Rony Flávio, Escola Anaias de Lima, Vergel (Foto:Valdir Rocha)

O diretor-geral da Escola Anaias de Lima Andrade, Rony flávio Alves, explica que a mudança trará benefícios para estudantes e familiares. “É uma mudança significativa para os alunos. Eles vão passar menos tempo em lugares vulneráveis e ficar mais tempo em um ambiente de convivência agradável. Os pais vão se sentir tranquilos em saber que o filho ficará em segurança”, afirmou.

 

O novo modelo de ensino fomenta a curiosidade e gera expectativa nos jovens. A estudante Ghisley Santos da Rocha vai cursar a 1ª série do ensino médio integral na instituição e não vê a hora de começar o ano letivo. “O ensino integral vai ser algo maravilhoso, pois vai nos influenciar a estudar e a aprender mais. Quanto mais conhecimento, melhor”, declara a jovem, que almeja ser promotora de Justiça.

 Gilvaneide e sua filha Ghisley  (Foto:Valdir Rocha)

Sua mãe, Gilvaneide Santos da Rocha, também é entusiasta da modalidade. “Achei muito boa essa novidade, pois, ficando o dia todo na escola, nossos filhos estarão ocupando suas mentes com coisas positivas e vão aprender mais”, fala Gilvaneide.