Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 29 Dezembro 2017 10:55
BALANÇO

Campanha de vacinação contra a febre aftosa tem cobertura de 96,26%

Etapa de novembro foi exclusiva para bovídeos na faixa etária de zero até dois anos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Prazo para a declaração de vacina da febra aftosa foi encerrado no último dia 15 de dezembro Prazo para a declaração de vacina da febra aftosa foi encerrado no último dia 15 de dezembro Ascom Adeal
Texto de Dorgival Junior

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal) anunciou que a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2017 obteve uma cobertura vacinal de 96,26%.

 


Na segunda etapa da campanha, realizada durante o mês de novembro, foram vacinados apenas bovídeos na faixa etária de zero até dois anos. De um rebanho de pouco mais de 480 mil animais existentes no Estado nesta idade, foram imunizados mais de 462 mil cabeças.

 

De acordo com levantamento do órgão de defesa, todos os 102 municípios alagoanos registraram índices de cobertura superior a 90%, enquanto o mínimo exigido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é de 80%.

 

Apesar da campanha de vacinação ter sido realizada no período de 1º a 30 de novembro, o prazo para a declaração foi encerrado no último dia 15 de dezembro.
"Nesta etapa, por determinação do Ministério da Agricultura, houve uma mudança na campanha, sendo obrigatória apenas a vacinação de animais até dois anos. A medida foi mais um passo dado por Alagoas para a conquista do status sanitário da zona livre sem vacinação. O criador alagoano, mais uma vez, cumpriu com o seu papel, vacinando e declarando”, disse o presidente da Adeal, Augusto César Jatobá.

 

 

Atenção


Sem vacinar e ou declarar, o criador fica impossibilitado de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA) e impedido de circular e ou comercializar os animais.
No caso da não vacinação, o valor a ser pago corresponde a dez Unidades Padrão Fiscal do Estado de Alagoas (UPFAL) ou R$ 242,90. Já a não declaração corresponde a uma multa de 30 UPFAL ou R$ 728,70.