Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 05 Outubro 2017 18:40
INTERDISCIPLINARIDADE

Escolas estaduais de ensino integral apresentam projetos integradores na 8ª Bienal do Livro

Projetos unem diversas disciplinas em uma ação e apresentam propostas que trazem benefícios para a aprendizagem e a sociedade

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Três escolas estaduais que participam do Palei apresentaram as ações que desenvolvem. Três escolas estaduais que participam do Palei apresentaram as ações que desenvolvem. Foto: Luana Santana
Texto de Luana Santana

Com diversas atrações nos três horários, esta semana, a 8ª Bienal Internacional do Livro também foi palco de uma das principais ações do Programa Alagoano de Ensino Integral (Palei): os Projetos Integradores, iniciativa onde diversas disciplinas estão atreladas para a abordagem de um determinado tema. 


Três escolas estaduais que participam do Palei apresentaram as ações que desenvolvem. De Rio Largo, os alunos da Escola Francisco Leão (Rio Largo), mostraram o Projeto Português com Rapadura, onde os alunos fizeram um trabalho todo voltado à leitura, com elaboração de livros e gibis. Já na Escola Estadual Marcos Antônio (Maceió), os alunos do curso de informática expuseram o Projeto RPGames, onde construíram um game baseado nos moldes RPG, com desafios de leitura de forma interativa. Por fim, a Escola Geraldo Melo, de Maceió, trouxe o Projeto Reutilização do Óleo de Cozinha, que consiste no recolhimento do óleo de cozinha utilizado pela comunidade para a fabricação de sabão.



Além das apresentações dos Projetos integradores das unidades que integram o Palei, as escolas Estaduais Monsenhor Machado, de Viçosa e Rosália Sampaio, de Pão de Açúcar, do Eixo Desenvolvimento Social e Educacional, apresentaram trabalhos, desenvolvidos no Curso de Ludoteca e mostraram as formas de trabalhar com estes materiais.



Benefícios - A superintendente de Rede da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Maridalva Campos, destacou a importância da participação dos estudantes apresentando seus projetos integradores na Bienal. "É um momento ímpar para os estudantes, onde eles são os protagonistas e tem a oportunidade de compartilhar o que eles produziram com outros alunos e com o público da Bienal", afirma.

 

A Gerente de Educação Profissional e Ensino Superior da Seduc, Luciana Ciríaco, complementa: “Estamos mostrando que o que é desenvolvido na escola é desenvolvido para a sociedade e a sociedade precisa entender e se inteirar sobre as ações executadas no ambiente escolar”, declarou Luciana.



Bastante orgulhoso em integrar o projeto de sua escola, o estudante Matheus Natan, da Escola Estadual Marcos Cavalcanti, falou sobre seu projeto RPGames e seus benefícios. “Nosso projeto consiste em trazer uma forma interativa de leitura permitindo que as pessoas sejam cada vez mais atraídas pela leitura e não a vejam como algo tedioso. Estou muito feliz em poder compartilhar nosso trabalho” disse o estudante.