Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 21 Setembro 2017 11:05

Sistema Secti lança livro na Bienal sobre resgate histórico da CT&I em Alagoas

Lançamento ocorre dia 3 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Lançamento acontecerá no próximo dia 3 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso Lançamento acontecerá no próximo dia 3 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso Divulgação
Texto de Geysa Miranda

Popularizar a história da ciência, tecnologia e inovação (CT&I) demostrando sua relevância na construção e no desenvolvimento do Estado em seus 200 anos de história. Esse é o propósito principal do livro “2000-2017: a história e os avanços da CT&I no Sistema Secti” que será lançado durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas. O lançamento acontecerá no próximo dia 3 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso (Centro de Convenções, no Jaraguá, na sala Siriguela, das 19h às 21h.

 


O livro traz um recorte na história, ressaltando os últimos 17 anos de trabalho em prol da CT&I no Estado de Alagoas, sempre em busca de consolidar os ambientes de inovação, difundindo e estimulando o uso de novas tecnologias, incentivando o empreendedorismo e tornando o Estado uma referência na área.

 


São 32 páginas que apresentam projetos e ações que se tornaram marcos históricos desenvolvidos ao longo dos anos, além da presença de relatos daqueles que contribuíram para o bom desenvolvimento, consolidação e difusão das políticas públicas de CT&I em Alagoas.

 


Segundo a pesquisadora do Programa de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento das Políticas Públicas da Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e Inovação (Secti) e uma das coordenadoras do projeto, Pollyanna Ferraz, durante o lançamento serão distribuídas, gratuitamente, 200 cópias do livro, este que, posteriormente, ficará disponível para consulta online no site da Secti.

 


“Esse momento será um grande marco para a ciência e tecnologia no nosso Estado, pois, até então, não se tinham registros escritos da nossa história, o que dificultava os trabalhos. Participar desse projeto foi para mim um desafio, porém gratificante, pois conheci detalhes das atividades desenvolvidas nos 17 anos e sua importância, que agora ficarão disponíveis para toda sociedade”, disse a pesquisadora.

 


Esse projeto foi desenvolvido pela Secti, Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal) e pelos Institutos de Tecnologia em Informática e Informação do Estado (Itec) e Metrologia e Qualidade de Alagoas (Inmeq), órgãos que compõem o Sistema Secti. O projeto faz parte de uma série de ações que estão sendo desenvolvidas pelo Programa de Resgate Histórico da CT&I em alusão ao ano do bicentenário de Alagoas.

 


Programa de Resgate Histórico

 


O Programa de Resgate Histórico da Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de Alagoas tem como objetivo elucidar os registros históricos de fatos, os documentos, as realizações e os feitos em prol da CT&I no Estado, tornando-os públicos e acessíveis à população em geral.

 


Como ponto de partida, em 2017, pretende-se popularizar a sua história, realizando diversas ações que envolvem a Secti e seus órgãos vinculados. As atividades que já foram executadas e as que serão até o final deste ano estão disponíveis no link http://www.secti.al.gov.br/resgate-historico