Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 987

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 1037

Terça, 05 Janeiro 2016 11:54

Corpo de Bombeiros e Braskem iniciam Projeto Golfinho Destaque

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Projeto Golfinho teve início na segunda-feira (4) Projeto Golfinho teve início na segunda-feira (4) Divulgação

Stephany Domingos

 

O Projeto Golfinho, colônia de férias operacional idealizado pelo Corpo de Bombeiros em parceria com a Braskem, iniciou sua XI edição na segunda-feira (4), na praia de Pajuçara, com a participação de cerca de 100 crianças que aprenderão um pouco sobre a área bombeiro militar. A colônia de férias tem o intuito  de ensinar as crianças noções de salvamento aquático, combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, além de outras palestras sobre zica, dengue e  chikungunya, drogas, cuidados com a saúde, preservação do meio ambiente, civismo e patriotismo.

 

A manhã dos pequenos já inicia com o cântico do Hino Nacional brasileiro e com o brado dos três pelotões, nemo, flipper e cação, que competem entre si para apresentarem o grito de guerra mais animado do dia. Logo em seguida, eles se hidratam, comem uma fruta e passam protetor solar para partirem para as instruções. Durante toda a manhã as crianças estão constantemente aprendendo sobre a importância da hidratação, de passar protetor solar ao se expor ao sol, de atravessar na faixa de pedestres e de respeitar os mais velhos e obedecer.

 

Atividade física na praia, disciplina, recreação com muita brincadeira e aprendizagem da vida bombeiro militar são os pilares desse projeto que já faz parte do calendário de férias das crianças alagoanas e que fazem crianças e pais se apaixonarem pelo Projeto Golfinho, uma iniciativa de integração social realizada através da parceria entre a Braskem e o Corpo de Bombeiros.

A colônia de férias do Corpo de Bombeiros é um grande sucesso, onde os pequenos podem aprender sobre o serviço dos bombeiros, sendo transformados em multiplicadores da prevenção. Em 2016, o projeto acontecerá até o dia 29 de janeiro, sendo dividido  em quatro turmas, uma para cada semana.

 

Para a major BM Meidja Mesquita, pediatra da corporação e coordenadora do Projeto Golfinho 2016, estar a frente de um projeto dessa magnitude é extremamente prazeroso. “Sou médica e bombeira e dentro dessas duas profissões o que mais importa é a prevenção e é nisso que focamos no projeto. O que passamos para eles agora poderá fazer a diferença em suas vidas no futuro e eles se tornarão os multiplicadores do conhecimento”, disse a coordenadora.

 

Nesta edição, foram disponibilizadas 400 vagas. Destas 400 vagas, 100 vagas foram preenchidas por instituições sociais e as outras 300 foram preenchidas através da inscrição presencial que foi realizada no Maceió Shopping.

 

Para Milton Pradines, diretor de Relações Institucionais da Braskem, patrocinadora oficial do projeto, é uma honra para a Braskem apoiar um projeto como esse  durante esses onze anos.

 

“O Corpo de Bombeiros é uma instituição com muita credibilidade e muito respeitada perante a sociedade e esse trabalho desenvolvido com as crianças nessa época em que elas estão ociosas, de férias, é muito importante e essencial para o crescimento dessas crianças e é por isso que somos parceiros desde o início. Vamos continuar apostando no projeto”, ressaltou.  

 

Participam do Projeto Golfinho crianças de 8 anos completos até 1º de janeiro até 13 anos, com atestado médico que autorize a prática de atividade física.

 

O Projeto Golfinho acontece anualmente durante as férias de janeiro, na Orla de Pajuçara, e repassa ensinamentos sobre o serviço desempenhado pelos bombeiros, dicas de segurança, meio ambiente, entre outros temas importantes para a formação dos futuros cidadãos alagoanos.

 

Para a próxima edição, em 2017, será exigido também o boletim escolar como incentivo para que as crianças mantenham um bom desempenho escolar.

  

As crianças que não tiverem o mínimo de 80% de frequência, ou seja, faltarem dois dias durante a semana, já são automaticamente excluídas do projeto e não são incluídas em outra semana. Nesse caso, outras crianças da lista de espera podem preencher as vagas.

 

Este ano o projeto conta com a participação de acadêmicos de educação física da Faculdade Estácio que estarão durante todo o mês, de segunda a sexta, dando apoio nas instruções de educação física e recreação. A ONG criança segura dará as instruções sobre reanimação e engasgo, o Grupo Samu nas escolas também realizará uma palestra sobre atendimento pré hospitalar e o Hotel Verde Mar disponibilizou o espaço para instruções em seu auditório.