AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sábado, 17 Junho 2017 10:13
repasses de patrocínio

Governo de AL aposta em eventos gastronômicos para superar sazonalidade no Turismo

Sedetur assinou, com a Abrasel-AL, um termo de cooperação para o fomento de festivais

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
gastronomia, assim como a cultura e o artesanato, cumpre o papel de tornar a experiência do turista mais completa e enriquecedora gastronomia, assim como a cultura e o artesanato, cumpre o papel de tornar a experiência do turista mais completa e enriquecedora Fotos: Itawi Albuquerque
Texto de Cecília Tavares

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), tem apostado no já reconhecido potencial da culinária do Estado, por meio do apoio a eventos, como o Festival da Lagosta, Brasil Sabores, Sabores de Alagoas e Bar em Bar. Em 2016, a Secretaria organizou ainda seu primeiro evento gastronômico, o Festival Quilombola e, para 2017, já está programado o I Festival das Ostras, que deve acontecer no Litoral Sul do Estado.

 

"A gastronomia, assim como a cultura e o artesanato, cumpre o papel de tornar a experiência do turista mais completa e enriquecedora. Munidos de dados concretos sobre o potencial da nossa culinária para a atração de visitantes, verificamos que a aposta em festivais gastronômicos como vetor de fomento do turismo na baixa temporada tem trazido resultados relevantes”, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

 

Vastos coqueirais, areia branca, águas claras e mornas, além de uma gastronomia de sabor inigualável, assim é Maragogi. O segundo destino de Alagoas que mais recebe visitantes, há sete anos, durante todo o mês de novembro, se transforma em palco do Festival da Lagosta.

  

No roteiro gastronômico, cerca de 20 restaurantes e estabelecimentos locais, sob a batuta de chefs renomados, oferecem petiscos e pratos especiais preparados com o crustáceo, explorando a rica culinária do Nordeste e movimentando o turismo na região. Na edição do ano passado, Maragogi recebeu mais de 12 mil pessoas e foram vendidos em torno de cinco mil pratos e petiscos à base de lagosta.

 

“O Festival da Lagosta já se tornou um grande impulsionador do turismo na região, uma vez que os hotéis atingem 100% de ocupação hoteleira durante a semana da Arena Gastronômica e, nos dias que se seguem, os empreendimentos conseguem manter uma média de 50% de ocupação. Desde o início do ano, já há procura por hospedagem para os dias do evento”, explicou a presidente da Costa dos Corais Convention & Visitors Bureau, Vergínia Stoldoni.

 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Secretaria Municipal de Turismo de Maceió (Semtur), a gastronomia é, atualmente, o segundo motivo pelo qual o Estado atrai turistas. Cerca de 80% dos visitantes avaliam nas redes sociais a gastronomia da capital alagoana como “excelente” ou “muito boa”, e 49% do público que chega à cidade se considera “gourmet”.

 

Segundo o chef Sérgio Jucá, do restaurante Sur, cerca de 40% do público atendido em seu estabelecimento não é de Alagoas. “Atendemos muitos turistas aqui no Sur, que vêm curiosos para degustar os pratos que levam ingredientes típicos da culinária de Alagoas. Com relação aos festivais que acontecem em nosso Estado, acredito que são uma excelente ferramenta para valorizar a culinária local e fomentar ainda mais a gastronomia alagoana”, explicou o chef.

 

Termo de Fomento

Para selar ainda mais o apoio do Governo de Alagoas a eventos de gastronomia, o secretário Helder Lima assinou, na última edição do Fórum Estadual de Turismo (Foretur), em maio, um termo de fomento entre a Sedetur e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Alagoas (Abrasel-AL), que deve promover mais eventos gastronômicos no Estado, além de desburocratizar o repasse de patrocínios para a elaboração de festivais durante o ano.

 

“Com a assinatura do convênio, a expectativa é que o segmento eleve a qualidade do serviço prestado, além de engrandecer ainda mais a gastronomia local, que é um produto turístico e cultural de grande relevância”, afirmou o presidente da Abrasel-AL,Thiago Falcão.